Linking development with security in the Global South? An introduction to the security sector reform

Mathias Valdez Duffau

Resumo


ABSTRACT
The Security Sector Reform (SSR) emerged as a policy approach in the development agenda in the late 1990s. After the Cold-War, International Donors and Multilateral Organizations engaged with development issues began to link development with security as a way to solve the need for an alternative understanding of security matters regarding international assistance. Originally promoted by the UK Government through the OECD first, and in the UN later, SSR was portrayed as part of the “new aid paradigm”. Aiming to reduce the risk of conflict and to enhance stability in order to “secure development”, its theoretical objective is to enhance local populations’ security by creating effective, accountable and human rights respectful security actors in recipient countries. However, SSR can also be seen as a tool for securing donors’ interests in so-called post-conflict, weak and failed states in the Global South. This paper introduces the reader to how security and development became linked and after dealing with SSR theoretical scope, definitions and objectives, it suggests areas for further research about SSR implemented policies and its outcome.

KEYWORDS: Security Sector Reform. Security. Development. Global South.


Unindo o desenvolvimento com a segu-rança no Sul Global? Uma introdução para a Reforma do Setor de Segurança (RSS)

RESUMO
A Reforma do Setor da Segurança (RSS) surgiu como uma abordagem política na agenda de desenvolvimento, na década de 1990. Depois da Guerra Fria, os doadores internacionais e as organizações multilaterais envolvidos com questões de desenvolvimento começaram a vincular o desenvolvimento com a segurança como uma maneira de resolver a necessidade de uma compreensão alternativa de questões de segurança relacionadas à assistência internacional. Originalmente promovido pelo Governo do Reino Unido, por meio da primeira OCDE, e, posteriormente, na ONU, a RSS foi retratado como parte do “paradigma de novos auxílios”. Buscando reduzir o risco de conflito e melhorar a estabilidade, e a fim de obter o “desenvolvimento seguro”, seu objetivo teórico é aumentar a segurança das populações locais através da criação de eficazes e responsáveis agentes de segurança respeitosos nos países destinatários. No entanto, a SSR também pode ser vista como uma ferramenta para proteger os interesses dos doadores no chamado pós-conflito, que é fraco e falido nos estados do Sul Global. Este artigo apresenta de que modo a segurança e o desenvolvimento uniram-se e, depois de lidar com o âmbito teórico da RSS, as definições e objetivos que sugerem novas áreas de investigação sobre as políticas implementadas da RSS e os seus resultados.

PALAVRAS-CHAVE: Reforma do Setor de Segurança. Segurança. Desenvolvimento. Sul global.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários
 |  Incluir comentário

Direitos autorais 2014 Ciência & Trópico



Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia