Economic and social policy in post-neoliberal Latin America: Analyzing Impact on Poverty, Inequality and Social Wellbeing

Tara Ruttenberg

Resumo


ABSTRACT
At the start of the 21st Century, Latin America’s leftist leaders have implemented progressive economic and social policies to address their countries’ devastatingly high levels of poverty and inequality, reflecting a new post-neoliberal policy agenda with powerful implications for development in the South. This article focuses on Ecuador’s macroeconomic and social policy framework under President Correa and Brazil’s exemplary Bolsa Familia conditional cash transfer program highlight the ways in which post-neoliberal projects have helped reduce income inequality and alleviate poverty in the region, while also achieving enviable levels of economic growth led by exports and the highly lucrative commodity boom. While recognizing achievements in confronting traditional elitist power relations through greater social inclusion and political participation, this paper also draws attention to the systemic shortcomings of the post-neoliberal project when envisioned as an alternative sustainable development paradigm, emphasizing its continuity with the market-oriented neoliberal growth model and the destructive social inequalities inherent to its very structure.

Keywords: Post-neoliberalism. Latin America. Ecuador. Bolsa Família. New Left.


Política econômica e social na América Latina pós liberal: analisando o impacto da pobresa

RESUMO
No início do século 21, os líderes de esquerda da América Latina implementaram políticas progressistas econômicas e sociais para lidar com os níveis devastadoramente elevados da pobreza e desigualdade de seus países, refletindo uma nova agenda política pós neoliberal, com fortes implicações para o desenvolvimento no Sul. Este artigo concentra-se no quadro da política macroeconômica e social do presidente Correa, do Equador, e utiliza como exemplo o Bolsa Família, programa de transferência condicional de dinheiro do Brasil, que destaca as formas em que os projetos pós neoliberais têm ajudado a reduzir a desigualdade de renda e a pobreza na região, ao mesmo tempo em que atingem níveis invejáveis de desenvolvimento econômico, no qual o crescimento é liderado pelas exportações e pelo estrondo das comodidades altamente lucrativas. Embora reconheça as conquistas no enfrentamento tradicional das relações de poder elitista através de uma maior inclusão social e da participação política, este trabalho também chama a atenção para as deficiências sistêmicas do projeto pós neoliberal, quando concebido como um paradigma alternativo de desenvolvimento sustentável, enfatizando a sua continuidade com o neoliberal orientado para o modelo de crescimento do mercado e as desigualdades sociais destrutivas inerentes à sua própria estrutura.

Palavras-chave: Pós-neoliberalismo. América Latina. Equador. Bolsa Família. Nova Esquerda.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia