CIÊNCIA E SENSO COMUM: reflexões epistemológicas em busca da verdade

Solange Carlos Carvalho

Resumo


Este artigo abordou sobre a verdade no discurso científico e no senso comum. Durante a modernidade, a hegemonia da racionalidade científica era fato que reivindicava para si a verdade absoluta. O senso comum também está presente em busca da verdade. Diante desse quadro revelador de que a razão é um bem comum ao ser humano, temos uma hipótese: na Pós-modernidade, com a crise desse paradigma dominante, confere-se valor de verdade ao conhecimento do senso comum. Em busca de comprovar ou não essa hipótese, nosso objetivo foi investigar o status da ciência e do senso comum na contemporaneidade. Assim, fundamentamos a pesquisa nos pressupostos teóricos de Sousa Santos (1989; 1991; 2001), Bachelard (1996; 2006), Kuhn (1991), Popper (1980) e Borges Neto (2004), quanto à epistemologia linguística, além dos olhares epistemológicos de outros autores a exemplo de Dascal (1978). Para tanto, realizamos uma pesquisa exploratória de abordagem qualitativa. Os resultados da pesquisa empírica apontaram para o prestígio da ciência na busca pela verdade. Este breve estudo, ainda que preliminar, pode servir de apoio aos estudantes graduandos e pós-graduandos, cujo fazer científico é uma prática constante na vida acadêmica.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.
 |  Incluir comentário

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia