Os significados do Projeto "Nova Sulanca" sob a ótica da teoria do discurso de Laclau e Mouffe

Publicado
2020-06-19
Palavras-chave: Feira da Sulanca, teoria do discurso, significados, Projeto Nova Sulanca

    Autores

  • Jessica RF Sousa Universidade Federal de Pernambuco
  • Marcio G Sá Universidade Federal de Pernambuco

Resumo

O Projeto Nova Sulanca, que previa “entrar para os anais da história da cidade de Caruaru” a partir da transferência da Feira da Sulanca de seu atual endereço, o Parque 18 de Maio, para as imediações das margens da BR-104 no sentido Caruaru-Toritama, evidenciou vozes de diferenciados sujeitos políticos a partir um antagonismo social entre os defensores de sua permanência e os adeptos de sua transferência. A partir da análise discursiva de variadas posições de sujeitos, o objetivo do presente trabalho foi captar os principais significados do Projeto “Nova Sulanca”, sob uma perspectiva crítica e pós-estruturalista, utilizando, para tanto, a abordagem da teoria do discurso de Laclau e Mouffe (1985) como lente teórica. Os principais significados emanados pelo “Projeto Nova Sulanca” disseram respeito a questões de infraestrutura e financiamento; competitividade e ganhos econômicos; partidarismo e interesses políticos. A análise das práticas articulatórias em torno do horizonte temporal estudado permitiram, ao final da pesquisa, vislumbrar uma possibilidade de futuro da famosa Feira como um significante vazio, ainda hoje disputado entre os que querem sua permanência ou a sua transferência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ACIC. Debate sobre a Feira de Caruaru entre Queiroz e empresários. Disponível em <http://acic-caruaru.com.br/debate-sobre-a-feira-de-caruaru-entre-queiroz-e-empresarios/> Acesso em 13 out. 2015.

BARBALHO, N. Cronologia Pernambucana: subsídios para a História do Agreste e do Sertão - de 1801 a 1810. Vol. 9. Recife, Centro de Estudos de História Municipal/ FIAM, 1983a.

______. Cronologia Pernambucana: subsídios para a História do Agreste e do Sertão - de 1801 a 1810. Vol. 10. Recife, Centro de Estudos de História Municipal/ FIAM, 1983b.

BARBOSA FILHO, B. L. Agreste Central de Pernambuco: uma visão sobre a viabilidade de sua metropolização. Dissertação (Mestrado em Administração Pública). Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas. Fundação Getúlio Vargas, Rio de Janeiro, 2010.

BATISTA, M. M.; SILVA, C. C. G.; MELLO, S. C. B. Da teoria à análise política e social. In: MELLO, S. C. B (Org.). Construção social da tecnologia e teoria do discurso. Recife: Editora UFPE, 2014.

BURNETT, A. O “ponto de mutação” da Sulanca no Agreste de Pernambuco. História Oral, v. 17, n. 2, p. 153-171, jul./dez. 2014.

CÂMARA DE CARUARU. Líder de oposição pede parecer jurídico para PL da Sulanca. 2013. Disponível em: http://camaracaruaru.pe.gov.br/2013/?p=8639. Acesso em 04 dez. 2015.

CARUARU. Tira dúvidas sobre a transferência da Feira da Sulanca. Prefeitura de Caruaru, 23 jul. 2015. Disponível em: http://www.caruaru.pe.gov.br/noticia/23/07/2015/tira-duvidas-sobre-a-transferencia-da-feira-da-sul.html. Acesso em 22 set. 2015.

______. Feira de Caruaru ganhou secretaria para requalificar o Parque 18 de Maio. Prefeitura de Caruaru, 21 dez. 2017. Disponível em: https://www.caruaru.pe.gov.br/noticia/ 21/12/2017/feira-de-caruaru-ganhou-secretaria-.html. Acesso em 07 maio 2018.

______. Turismo. Disponível em: https://caruaru.pe.gov.br/turismo/. Prefeitura de Caruaru. Acesso em 07 ago. 2018a.

______. Parque 18 de maio contará com núcleo de segurança da Feira. Prefeitura de Caruaru, 07 ago. 2018b. Disponível em <https://caruaru.pe.gov.br/parque-18-de-maio-contara-com-nucleo-de-seguranca-da-feira/>. Acesso em 07 ago. 2018.

FLICK, U. Introdução à Metodologia de Pesquisa: um guia para iniciantes. Porto Alegre: Pensa, 2013.

FOUCALT, M. The archaeology of knowledge. London: Routledge, 1972.

GLYNOS, J. HOWARTH, D. Logics of critical explanation. Abingdon: Routledge, 2007.

HOWARTH, D. Discourse. Buckingham: Open University Press, 2000.

HOWARTH, D.; STAVRAKAKIS, Y. Introducing discourse theory and political analysis. In: HOWARTH, D.; NORVAL, A. J.; STAVRAKAKIS, Y. Discourse theory and political analysis: identities, hegemonies and social change. Manchester: Manchester University Press, 2000, p. 1-37.

IPHAN. Dossiê Feira de Caruaru: Inventário Nacional de Referência Cultural. Redação de Bartolomeu Figueirôa de Medeiros (Frei Tito). Recife, 20 set. 2006. Disponível em: http://portal.iphan.gov.br/uploads/ckfinder/arquivos/Dossie_feira_de_caruaru.pdf. Acesso em 07 ago. 2018.

<https://caruaru.pe.gov.br/parque-18-de-maio-contara-com-nucleo-de-seguranca-da-feira/>. Acesso em 07 ago. 2018.

FLICK, U. Introdução à Metodologia de Pesquisa: um guia para iniciantes. Porto Alegre: Pensa, 2013.

FOUCALT, M. The archaeology of knowledge. London: Routledge, 1972.

GLYNOS, J. HOWARTH, D. Logics of critical explanation. Abingdon: Routledge, 2007.

HOWARTH, D. Discourse. Buckingham: Open University Press, 2000.

HOWARTH, D.; STAVRAKAKIS, Y. Introducing discourse theory and political analysis. In: HOWARTH, D.; NORVAL, A. J.; STAVRAKAKIS, Y. Discourse theory and political analysis: identities, hegemonies and social change. Manchester: Manchester University Press, 2000, p. 1-37.

IPHAN. Dossiê Feira de Caruaru: Inventário Nacional de Referência Cultural. Redação de Bartolomeu Figueirôa de Medeiros (Frei Tito). Recife, 20 set. 2006. Disponível em: http://portal.iphan.gov.br/uploads/ckfinder/arquivos/Dossie_feira_de_caruaru.pdf. Acesso em 07 ago. 2018.

______. Feirantes e comunidade recebem título da Feira de Caruaru como patrimônio imaterial do Brasil. 12 fev. 2007. Disponível em: http://portal.iphan.gov.br/noticias /detalhes/1780/feirantes-e-comunidade-recebem-titulo-da-feira-de-caruaru-como-patrimonio-imaterial-do-brasil. Acesso em 10 fev. 2016.

JORGENSEN, M.; PHILLIPS, L. Discourse analysis as theory and method. London: Sage, 2002.

LACLAU, E. New reflections on the resolution of our time. Londres: Verso, 1990.

LACLAU, E.; MOUFFE, C. Hegemony and Socialist Strategy. Towards a radical Democratic Politics. London: Verso, 1985.

______. Hegemonia y estratégia socialista: hacia uma radicalización de la democracia. Argentina: Fondo de Cultura Econômica, 2004.

LIRA, S. Muito além das feiras da sulanca: a produção de confecções no Agreste-PE. Recife: Editora da UFPE, 2011.

MENDONÇA, D. Como olhar “o político” a partir da teoria do discurso. Revista Brasileira de Ciência Política, nº 1. Brasília, jan/jun. 2009, p. 153-169.

______. O momento do político: indecidibilidade, decisão e ruptura. In: 8º ENCONTRO DA ABCP. Anais... Gramado: UFPel, 2012.

MPPE. Caruaru: Justiça acata ação do MPPE e suspende obras do empreendimento da Feira da Sulanca. 13 abr. 2015. Disponível em: http://www.mppe.mp.br/mppe/index.php/ comunicacao/noticias/ultimas-noticias-noticias/3951-caruaru-justica-acata-acao-do-mppe-e-suspende-obras -do-empreendimento-feira-da-sulanca. Acesso em 10 dez. 2015.

PERNAMBUCO. MPPE obtém na justiça suspensão das obras da Feira da Sulanca. Diário Oficial do Estado de Pernambuco: Ministério Público Estadual, Recife-PE, ano 92, n. 67, p. 1, 14 abr. 2015.

POPULAÇÃO de Caruaru não aprova mudança de local da Feira da Sulanca. Folha de Pernambuco. Recife, 12 maio 2015. Disponível em: http://www3.folhape.com.br/cms/ opencms/folhape/pt/cotidiano/interior/arqs/2015/05/0012.html. Acesso em: 29 out. 2015.

RAQUEL Lyra fecha parceria que vai transformar a feira da Fundac em coisa de cinema. Jornal de Caruaru. Caruaru, 09 nov. 2017. Disponível em: www.jornaldecaruaru.com.br/ 2017/11/raquel-lyra-fecha-parceria-que-vai-transformar-a-feira-da-fundac-em-coisa-de-cinema/. Acesso em 09 mar. 2018.

ROTA DO SERTÃO. Em reunião antecipada, Câmara aprova projeto de mudança de Feira da Sulanca. 22 maio 2014. Disponível em: http://www.rotadosertao.com/noticia/ 47244-em-reuniao-antecipada-camara-aprova-projeto-de-mudanca-da-feira-da-sulanca. Acesso em: 10 nov. 2015.

SÁ, M. Os filhos das feiras e o campo de negócios agreste. 2015. 271 f. Tese (Doutorado em Sociologia). Universidade do Minho, Braga, 2015.

______. Filhos das feiras: uma composição do campo de negócios agreste. Recife: Editora Massangana, 2018.

SANTOS, J. V. Falas da cidade. 2006. 129 f. Dissertação (Mestrado em História). CFCH, UFPE, Recife, 2006.

SECRETARIA DE TURISMO DE CARUARU. Arte em Pernambuco. Prefeitura de Caruaru, 2015. Disponível em: http://www.caruaru.pe.gov.br/pontos-turisticos. Acesso em 24 nov. 2015.

SILVA, C. C. G; BATISTA, M. M.; MELLO, S. C. B. A teoria do discurso de Laclau e Mouffe. In: MELLO, S. C. B (Org.). Construção social da tecnologia e teoria do discurso. Recife: Editora UFPE, 2014.

TORFING. J. New theories of discourse: Laclau, Mouffe and Zizek. Oxford: Blackwell, 1999.

VEREADORES aprovam projeto da nova 'Sulanca' de Caruaru em 2ª votação. G1. Caruaru e região, 30 jul. 2015. Disponível em: http://g1.globo.com/pe/caruaru-regiao/noticia/2015/07/ vereadores-aprovam-projeto-da-nova-sulanca-de-caruaru-em-2-votacao.html. Acesso em 23 dez. 2015.

VEREADORES de Caruaru aprovam mudança de local da Feira da Sulanca. Diário de Pernambuco. Recife, 31 jul. 2015. Agreste. Disponível em: http://www.diariode pernambuco.com.br/app/noticia/vida-urbana/2015/07/31/interna_vidaurbana,589783/vereado res-de-caruaru-aprovam-mudanca-de-local-da-feira-da-sulanca-oposicao-reage.shtml. Acesso em 13 out. 2015.

VEREADORES de Caruaru aprovam projeto de transferência da feira da Sulanca. Jc online. Recife, 30 jul. 2015. Disponível em: http://m.jc.ne10.uol.com.br/canal/politica/pernambuco/ noticia/2015/07/30/vereadores-de-caruaru-aprovam-projeto-de-transferencia-da-feira-da-sulanca-192452.php. Acesso em: 30 ago. 2015

Como Citar
Sousa, J. R., & Sá, M. G. (2020). Os significados do Projeto "Nova Sulanca" sob a ótica da teoria do discurso de Laclau e Mouffe. Cadernos De Estudos Sociais, 35(1). https://doi.org/10.33148/CES25954091v35n1(2020)1807