Percepção de Êxito dos beneficiários dos programas de microcrédito da AMCRED, Programa Gaúcho de Microcrédito do BANRISUL, Banco Comunidade do BNB e DESENBAHIA

Publicado
2020-06-19
Palavras-chave: Percepção de êxito, Políticas públicas, PNMPO, Microcrédito

    Autores

  • Luiz Honorato Silva Júnior Professor e Pesquisador do PPGP/DATAUnB/UnB Universidade de Brasília https://orcid.org/0000-0002-2840-3579
  • José Angelo Belloni Professor e Pesquisador do IE/DATAUnB/UnB
  • Claudete Ruas Professora e Pesquisadora do IE/DATAUnB/UnB

Resumo

O microcrédito é percebido como um instrumento robusto para promover o desenvolvimento econômico e social de uma economia e, o Programa Nacional de Microcrédito Produtivo Orientado – PNMPO existe a mais de dez anos com esse propósito. Ainda não se tem avaliações conclusivas e definitivas a cerca do papel dessa política pública. Não se sabe, por exemplo, qual é a percepção de êxito e nem a articulação com outras políticas públicas dos beneficiários desse programa. Assim, esse trabalho, busca analisar a efetividade dessa política e a sua integração mediante a percepção dos beneficiários de quatro programas de microcrédito, a saber: AMCRED, Programa Gaúcho de Microcrédito do Banrisul, Banco Comunidade do BNB e Desenbahia. Com base em um questionário aplicado a mais de dois mil beneficiários e o uso de um modelo logit de probabilidade, conclui-se que mais de 80% dos entrevistados responderam ter alcançado seus objetivos com o microcrédito, indistintamente entre as regiões brasileiras e que a política também tem sido eficaz na articulação com outras políticas públicas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALESINA, A. e RODRICK, D. (1994) – Distributive Policies and Economic Growth. Quarterly Journal of Economics v.109 pp. 465-90.

BARONE, Francisco Marcelo; LIMA, Paulo Fernando; DANTAS, Valdi e REZENDE, Valéria. Introdução ao Microcrédito. Brasília – Conselho da Comunidade Solidária, 2002.

BRAGA, Márcio Bobik & TONETO J. Rudnei. Microcrédito Aspectos Teóricos e Perspectiva. Informações FIPE, São Paulo, n. 226, 1999.

BRASIL. Lei nº 11.110, de 25 de abril de 2005, que institui o Programa Nacional de Microcrédito Produtivo Orientado – PNMPO. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2005/lei/l11110.htm Última consulta em 29/06/2017. Último acesso em 01 de abril de 2018.

_______. Lei n 13636, de 20 de março de 2018, que dispõe sobre o Programa Nacional de Microcrédito Produtivo Orientado (PNMPO); e revoga dispositivos das Leis nos 11.110, de 25 de abril de 2005, e 10.735, de 11 de setembro de 2003. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2018/Lei/L13636.htm#art8. Último acesso em 01 de abril de 2018.

_______. Decreto 9.161, de 26 de setembro de 2017, que regulamenta a Medida Provisória nº 802, de 26 de setembro de 2017, que dispõe sobre o Programa Nacional de Microcrédito Produtivo Orientado. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2017/decreto/D9161.htm. Último acesso em 01 de abril de 2018.

DALTRO, H. S. e SANTANA, J. R.. Uma Avaliação da Importância Econômica e da Sustentabilidade Financeira das Operações de Microcrédito: A Experiência do Banese. Rev. Econ. NE, Fortaleza, v. 44, n. 4, p. 931-956, out-dez. 2013.

DEWAN, I; SOMANATHAN, R. Poverty targeting in Public Programs: A comparison of some nonparametric tests and their application to Indian microfinance. Working Paper nº 154. Centre for Development Economics. New Delhi: CDE, 2007 Disponível em: http://www.cdedse.org/pdf/work154.pdf. Último acesso em 01 de abril de 2018.

LEDGERWOOD, J. Microfinance handbook: an institutional and financial perspective. Washington D.C.: World Bank, 1999.

LHACER, P. M. V. Acesso ao crédito pela população de baixa renda: a experiência do microcrédito e o mecanismo de aval solidário. 2003. 96 f. Dissertação (Mestrado em Economia) – Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2003.

LOMBARDI JUNIOR, Roberto. Principais fatores causadores da mortalidade precoce das Micro e Pequenas no Brasil. Disponível em: http://www.administradores.com.br/artigos/marketing/principais-fatores-causadores-da-mortalidade-precoce-das-micro-e-pequenas-no-brasil/47484. Última consulta em 04/07/2017.

MOTA, Wilton Luiz da e SANTANA, José Ricardo de. O Microcrédito como Estratégia de Redução da Pobreza no Nordeste: uma Avaliação a partir do Programa Crediamigo. Revista Econômica do Nordeste, Volume 42, Nº 01, Janeiro – Março, 2011.

NERI, M. C. ; BUCHMANN, G. . O Grameen brasileiro. Avaliação do desempenho econômico dos clientes Crediamigo. In: XXXVI Encontro Nacional de Economia - ANPEC, 2008, Salvador. O Grameen brasileiro. Avaliação do desempenho econômico dos clientes CrediAmigo, 2008.

PEROTTI, R. (1992) – Income Distribution, Politics and Growth. American Economic Review, v. 82, pp. 311-16.

PERSSON, T. e TABELLINI, G. (1994) – Is Inequality Harmful for Growth? Theory and Evidence. American Economic Review v. 84 pp. 600-21.

SELA, Vilma Meurer; SELA, Francis Ernesto Ramos e DA COSTA, Saulo Cesar. A Importância do Microcrédito para o Desenvolvimento Econômico e Social: um estudo sobre as contribuições proporcionadas pelo Banco do Povo de Maringá aos tomadores de microcrédito. Anais do 30º Encontro da ANPAD, 2006. Disponível em: http://www.anpad.org.br/enanpad/2006/dwn/enanpad2006-apsb-2602.pdf Última consulta em 04/07/2017.

SOARES, Ricardo B., BARRETO, Flávio Ataliba e TEIXEIRA, Marcelo A. Saindo da Pobreza com Microcrédito. Condicionantes e Tempo de Ascensão: O Caso dos Clientes do Crediamigo. Ensaio Sobre Pobreza Nº 14, Laboratório de Estudos da Pobreza – CAEN, julho de 2008.

SPOLODOR, Humberto Francisco S. e MELLO, Fernando H. O mercado de crédito e a experiência brasileira de financiamento da agricultura. Revista Economia e Sociologia Rural vol.41, número 3, Brasília 2003. Disponível em: www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-20032003000300001. Última consulta em 04/07/2017.

STIGLITZ, Joseph E. Economics of The Public Sector, 3rd edition, IE-WW Norton, 2010.

TANNURI, Dulce M. J. Microcrédito.In: SPITZ, André & PEITER, Gleyse (Orgs.). Desenvolvimento Local: Práticas Inovadoras. Rio de Janeiro: Oficina Social/Centro de Tecnologia, Trabalho e Cidadania, 2000.

WOODRIDGE, Jeffrey M. Econometric analysis of cross section and panel data. MIT, 2002.

YUNUS, Muhammad. O Banqueiro dos Pobres. 1ª ed. São Paulo, Editora Ática, 2002.

Como Citar
Silva Júnior, L. H., Belloni, J. A., & Ruas, C. (2020). Percepção de Êxito dos beneficiários dos programas de microcrédito da AMCRED, Programa Gaúcho de Microcrédito do BANRISUL, Banco Comunidade do BNB e DESENBAHIA. Cadernos De Estudos Sociais, 35(1). https://doi.org/10.33148/CES25954091v35n1(2020)1798